sexta-feira, 31 de maio de 2013

Renderização progressiva do remote FX


Renderização progressiva do remote FX

Usando como referência o Blog do time da Microsoft
http://blogs.msdn.com/b/rds/archive/2012/08/06/remotefx-adaptive-graphics-in-windows-server-2012-and-windows-8.aspx
Como vemos o conteúdo da página da figura1 e como o compactamos de forma adequada. Nesta página há bastante texto, algumas imagens e um vídeo com reprodução em Flash. Com o RDP8, consideremos esses componentes separadamente e os codificamos com codificadores diferentes, adequados a cada tipo de conteúdo. Com a codificação específica do texto, sempre mantemos o texto para que ele fique nítido.
Com as imagens, podemos fazer uma renderização progressiva a fim de garantir que a página esteja disponível para o usuário e de fornecer a versão mais simples possível da página.
clip_image004
Figura 1 – Página com texto imagem e vídeo
Vejamos a melhoria em relação ao protocolo anterior RDP7
clip_image006
clip_image008
Os vídeos e as animações passam pelo mesmo processo. Podemos trabalhar com os vídeos de algumas formas para garantir que eles cheguem ao usuário das melhores formas possíveis. Outra coisa que podemos fazer é enviar qualquer vídeo, em Flash, Silverlight ou filme codificado em H264, para o ponto final, codificá-lo e reproduzi-lo se o ponto final oferecer suporte. Também fazemos outras coisas como alternar para o tráfego UDP para vídeo, em que alguns pacotes são deixados e alguns pacotes são entregues. Isso acontece devido à velocidade e porque não é possível retransmitir os pacotes.
clip_image010
Se observarmos a velocidade da rede e for determinado ela é lenta, o texto é enviado. O texto sempre fica nítido, mas são enviadas diversas iterações dos gráficos na página. O processo é parecido com a navegação nos anos 90, as imagens apareciam como um bloco e eram renderizadas novamente de forma progressiva. Você procurava imagens que tivessem sido renderizadas para que não fosse preciso aguardar até que toda as imagem fossem baixadas para que fosse possível ver a página. O gráfico mostra como elas seriam exibidas. Outra coisa, no Server 2012 é detectado automaticamente a velocidade da rede e feita a adaptação necessária. Se o sistema detectar uma conexão muita rápida, o servidor usará a renderização progressiva. Se o sistema detectar uma rede lenta, a renderização progressiva entrará em operação para fornecer a melhor experiência possível ao usuário.
Expliando melhor o RemoteFX suporta um novo codec que pode codificar um bitmap ou regiões de um bitmap "progressivamente," conhecido como renderização progressiva de RemoteFX. Isso significa que a imagem pode ser codificada e enviada através de vários estágios, e a qualidade da imagem se torna progressivamente mais clara em cada fase.
Em versões anteriores do RDP, quando limita-se a largura de banda de rede, a sessão do usuário pode aparecer "presa", porque um grande quadro pode bloquear as atualizações por um longo tempo.
Renderização progressiva resolve este problema enviando o quadro em uma qualidade inferior se um potencial congestionamento de rede é detectado pela primeira vez. Se a imagem for alterada no servidor antes de atingir a qualidade total, a imagem de baixa qualidade é cancelada para permitir atualizações \de tela mais rápidas. A experiência do usuário é que a qualidade da imagem melhora gradualmente através de vários quadros quando houver um afunilamento de rede, com impacto mínimo na taxa de quadros.
Veja mais na academia virtual de 2012 (VDI)
http://www.microsoftvirtualacademy.com/tracks/visao-geral-do-windows-server-2012


















Nenhum comentário: