segunda-feira, 13 de maio de 2013

Alta disponibilidade em RDS-VDI no Windows Server 2012




Alta disponibilidade em RDS-VDI no Windows Server 2012.
Vamos nesse artigo fazer um overview sobre alta disponibilidade em RDS
Abaixo vemos uma estrutura de antiga VDI RDS com seus componentes:
clip_image004
Vamos ver o que pudemos fazer com a alta disponibilidade.
O que você está vendo é a arquitetura de desenvolvimento de alto nível para todos os componentes que são combinados na implantação da VDI. Para que uma implantação de VDI possa ser escalonada e esteja sempre altamente disponível, as necessidades de cada um dos componentes precisa ser altamente disponível.
No WS08 R2 o funcionamento conforme figura abaixo Vemos os pontos que poderíamos expandir para aumentar a disponibilidade:
clip_image006
  • RDWeb: pode ser expandido. É um aplicativo da web e, por isso, pode ser expandido como farm dos servidores da web. Desde o WS08
  • RDG: também é um aplicativo da web e, por isso, pode ser expandido como farm dos servidores da web. Desde o WS08
  • RDVH: um servidor Hyper-V que, por isso, funciona como um cluster Hyper-V. Há diferentes nós no cluster. Se um dos nós falha, as cargas de trabalho no cluster, como as VMs, podem migrar para outro nó do cluster. Desde o WS08R2
  • RDLS: com suporte ao modo de cluster desde o WS08. O RDVH e o RDSH podem acessar diversos servidores em um farm.
  • RDSH: TS Farm. desde o WS03, uma das primeiras versões, tem suporte à configuração de farm.
E o no Windows Server 2012 ?
O principal novo recurso do WS2012 nesse sentido é a alta disponibilidade e escalabilidade do agente de conexão. No WS08R2, somente a clusterização ativa/passiva era suportada pelo agente de conexão No WS2012, fizemos alterações para que o modo ativo/ativo seja suportado.
Conforme figura abaixo
clip_image008
  • O agende de conexão tem um banco de dados interno usado no armazenamento da configuração e de dados de tempo de execução para toda a implantação, como onde o usuário fez logon, qual VM está em qual host, quais aplicativos são publicados etc.
  • Quando o agente de conexão está configurado no modo HA, há diversas instâncias do agente e todas são executadas em um cluster de banco de dados SQL. Todas as instâncias do agente estão ativas: elas respondem à carga ao mesmo tempo. Dessa forma, essa configuração garante disponibilidade e escalonamento.
  • Todas as principais tarefas gerenciadas pelo agente de conexão, como a criação de VMs ou a criação/montagem de VHDs de usuário no ato do logon, e as conexões de entrada que são redirecionadas pelo agente funcionam continuamente com uma implantação de agente com diversas instâncias e alta disponibilidade.
  • Essa configuração requer um servidor SQL para hospedar todos os dados da implantação de VDI. Nós oferecemos suporte a uma grande variedade de modos de clusterização e versões de SQL, incluindo por exemplo o modo SQL Denali e o modo de alta disponibilidade "sempre ativo". Essa é a inovação mais recente que o SQL está trazendo.
• Assistente disponível na interface do administrador que guia o usuário pelas etapas de configuração de uma instância do agente. Migração automática dos dados da configuração do repositório de dados do agente de origem para o banco de dados compartilhado do SQL. Cmdlet do Powershell que permite fazer a mesma coisa.
• Como em muitas outras configurações do tipo farm, as instância do agente precisam ser configuradas para estarem no mesmo DNS e serem autenticadas com o mesmo nome. Isso geralmente é possível por meio de round robin de DNS e de um certificado SSL compartilhado.
Vimos assim os pontos de Alta disponibilidade que foram melhorados no Windows Server 2012
OBS Essas figuras foram retirados da academia virtual de VDI em
http://www.microsoftvirtualacademy.com/tracks/visao-geral-do-windows-server-2012



















Nenhum comentário: